Título: Arte portuguesa na Linha do Horizonte
Fonte: Público / Caderno P2
Data: 07-05-2008

Exposição  

Arte portuguesa na LINHA DO HORIZONTE

O programa das comemorações dos 200 anos da chegada da corte portuguesa ao Brasil continua no Rio de Janeiro, desta vez com uma exposição que reúne mais de seis dezenas de obras assinadas por artistas portugueses contemporâneos. LINHA DO HORIZONTE - o motivo da paisagem na arte portuguesa contemporânea é o título desta exposição que acaba de ser inaugurada na Caixa Cultural do Rio de Janeiro e que poderá ser vista até 15 de Junho.  

Organizada pela Direcção-Geral das Artes, dependente do Ministério da Cultura, e com curadoria de Bernardo Pinto de Almeida, a exposição junta trabalhos de 25 artistas, entre os quais se contam Álvaro Lapa, Cristina Mateus, João Queiroz, Baltazar Torres, Costa Pinheiro, João Tabarra, Julião Sarmento, Mariana Viegas, Mário Cesariny, Nikias Skapinahis, Noronha da Costa, Manuel Amado, Pedro Calapez, Jorge Martins e Valdemar Santos.  

A partir do tema da paisagem, a exposição representa a evolução histórica do conceito de contemporaneidade, "focando sobretudo a passagem do paradigma modernista à subjectividade pós-modernista", pode ler-se no comunicado de apresentação de LINHA DO HORIZONTE . As criações seleccionadas (escultura, desenho, pintura, instalação e multimédia) revelam diferentes abordagens ao tema da paisagem e da sua transformação, uma vez que "a função simbólica da paisagem sofreu mudanças ao longo da história", nota o curador.  

"Se até ao século XVIII ela representava apenas um cenário ou pano de fundo na obra do artista, a partir do século XIX ela projecta-se para um primeiro plano, ganhando luz e movimento", explica Bernardo Pinto de Almeida. M.J.O.