"Ubu Rei", pela Ar de Filmes / Teatro do Bairro, até 20 de agosto, no Museu Arqueológico do Carmo, Lisboa

Teatro
"Ubu Rei", pela Ar de Filmes / Teatro do Bairro, até 20 de agosto, no Museu Arqueológico do Carmo, Lisboa

© Mário Sabino Sousa

"Ubu Rei", de Alfred Jarry, a partir da versão e adaptação de Luís de Lima e Alexandre O'Neill, conta com encenação de António Pires e interpretações de Alexandra Rosa, João Barbosa, Mário Sousa, Rafael Fonseca e os finalistas da Act School. Esta produção do Teatro do Bairro pode ser vista até 20 de agosto, no Museu Arqueológico do Carmo, Lisboa, de terça a domingo, às 21h30.

SINOPSE

Pelo Teatro do Bairro

Em 1888, Alfred Jarry e os seus colegas de escola decidiram parodiar o aspeto grotesco e boçal do seu professor de física, constantemente alvo do ridículo por parte dos alunos. Assim nasce “Rei Ubu”, que o autor criou para representar a terrível natureza animal do Homem, expondo o nível de crueldade e desumanidade a que se consegue chegar a partir de uma simples situação de poder. Ubu assassina o rei Venceslau e usurpa o trono da Polónia. Ao longo de uma sucessão de episódios absurdos, exerce o seu reinado de forma brutal e sanguinária, deixando o país na miséria. Figura monstruosa e corrupta, mas acima de tudo, covarde, estúpida e ridícula (de tal maneira, que dá vontade de rir), Ubu pratica uma política catastrófica em seu próprio interesse, arruinando todo o território à sua volta. Uma metáfora assustadora que, ciclicamente, vai encontrando ecos na realidade política internacional. 

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Título original: Ubu Roi
Autor: Alfred Jarry
Encenação: António Pires
A partir da versão de Luís de Lima e Alexandre O’Neill
Com: Alexandra Rosa, João Barbosa, Mário Sousa, Rafael Fonseca
Elenco Act School: Filipa Louceiro, Joana Flora, João Redondo, Mafalda Berenguer, Margarida Alves de Brito, Maria Vitorino, Mariana Branco de Sousa, Miguel Carvalho Pinto, Renato Terêso, Rita Ramos Mendes, Vera Moura
Figurinos: Dino Alves
Caracterização: Ivan Coletti
Desenho de luz: Rita Louzeiro
Banda sonora: Paulo Abelho e Fernando Simões
Movimento: Paula Careto
Apoio de voz: Teresa Lima
Assistência de encenação: Carolina Campanela
Estagiárias de figurinos: Joana Claro, Margarida Sales e Raquel Pereira
Bilheteira: Ângela Gomes, Luís Mesquita
Comunicação: Isabel Marques
Ilustração: Joana Villaverde
Spot e fotografia de cena: Maria Antunes
Direção de produção: Ivan Coletti
Administração de produção: Ana Bordalo
Produtor: Alexandre Oliveira
Coprodução: Act School
Produção: Ar de Filmes / Teatro do Bairro
Agradecimentos: Luísa Costa Gomes, Rute Silva

Espetáculo legendado em inglês

IMAGEM

© Mário Sabino Sousa

LOCAIS, DATAS E HORÁRIOS

3 a 20 de agosto de 2017 (de terça a domingo, às 21h30)
Museu Arqueológico do Carmo
Largo do Carmo, 1200-092 Lisboa

BILHETEIRA

Bilhetes à venda na Ticketline
Preço único: 16€
Horário da bilheteira (apenas nos dias de espetáculo): 15h – 21h30
Reservas e informações: 91 321 12 63

PÚBLICO

Classificação etária: M/12

MAIS INFORMAÇÕES

www.teatrodobairro.org