Categoria

dança

Estão abertas as candidaturas para a temporada 2020-2022 das Bolsas Curtas de Dança, uma mostra de trabalhos coreográficos de curta duração criada em 2016 pela Kale Companhia de Dança através do seu projeto Armazém 22. O período de candidaturas decorre até 30 de novembro de 2021.

A candidatura deverá ser formulada por modelo próprio disponibilizado em kale.pt. Os resultados serão comunicados aos candidatos até dia 15 de dezembro de 2021, através de correio eletrónico e difusão nos meios de comunicação. 

Distinguir as melhores teses académicas sobre a história e/ou a estética da dança teatral em Portugal é o principal objetivo do Prémio Estudar a Dança, criado este ano pela Direção-Geral do Património Cultural, através do Museu Nacional do Teatro e da Dança, com o patrocínio da Fundação Millennium BCP.

Podem candidatar-se, até 30 de setembro, teses de mestrado defendidas nos últimos cinco anos em estabelecimentos de ensino nacionais ou estrangeiros.

Até ao dia 8 de julho decorrem as candidaturas para a audição da Companhia Instável. 

Estão abertas até 31 de maio as candidaturas para os OpenLabs de investigação artística UNFINISHED #BattleGround 2021, a decorrer em julho, no Armazém 22, Gaia. Esta iniciativa promovida pela KALE Companhia de Dança pretende "construir experiências, instrumentos e perspetivas a partir do trabalho de artistas cujo percurso questiona o corpo como contexto político". 

A Circolando propõe, para o início de maio, um Workshop de Butoh com Yael Karavan. A ação de formação decorre nos dias 1 e 2, das 11h00 às 17h00, na Central Elétrica, Porto. As inscrições estão abertas.


“Butoh é uma dança de vanguarda, uma filosofia e um método que foi criado no Japão, no final dos anos 50, por Tatsumi Hijikata e Kazuo Ohno. Não se trata de uma técnica, mas de um método e uma abordagem da dança que nasce dentro de nós e nos conecta a nossa essência, natureza, universo e aos ciclos da vida e da morte.

O Festival Lugar Futuro procura propostas de "Primeiras Obras" de jovens criadores e intérpretes na área da dança. 

Este festival internacional de dança jovem assume-se como "uma plataforma vibrante para os jovens artistas e para coreógrafos já conceituados, perspetivando uma contínua abertura do público à dança contemporânea". 

A edição deste ano decorre de 12 a 14 de novembro, em Viseu. 

A Companhia de Dança de Almada lançou uma convocatória nacional para a Plataforma Coreográfica Internacional do festival Quinzena de Dança de Almada, a realizar entre 23 de setembro e 17 de outubro de 2021.

Filtros Fantásticos é o nome do Atelier de Criação com Mariana Tengner Barros, promovido pela Companhia Olga Roriz entre março e abril, em seis sessões online e, se possível, também presenciais. É um “laboratório de experimentação criativa que indaga as possibilidades da dança, do movimento e da performance como prática política de ativação do corpo. Serão investigados modos de atenção e estados de consciência que permitam a reconfiguração dos filtros que usamos para entender a realidade.

"Um ou dois convidados. Um tema. Uma conversa que é destinada a viajar até onde a dança chegar. Sem limites de tempo nem de espaço, a construir uma coleção para amanhã". (Cristina Peres)

"Fobos" + "De dentro", da Companhia de Dança de Almada, vão integrar a programação online do Festival LDC 2020 (Madrid), que este ano se reorganiza e aposta no espaço virtual para continuar a cumprir — segundo a diretora artística Cristina Masson — "o seu papel de plataforma internacional dedicada à dança e outras linguagens artísticas."

Os espetáculos da Companhia de Dança de Almada são apresentados a partir das 11h00 de dia 13 de novembro, mantendo-se disponíveis online durante 24 horas, em https://2020.festldc.com

Pages