Já são conhecidos os resultados finais da nova linha de financiamento destinada a apoiar a atividade regular de associações e coletividades da Região de Lisboa e Vale do Tejo, de que são exemplo as bandas filarmónicas, os grupos de teatro de amadores e os grupos de etnografia.