'LISBON GROUND', DE INÊS LOBO

'LISBON GROUND', DE INÊS LOBO
2012 | Pavilhão de Portugal na 13.ª Exposição Internacional de Arquitetura "La Biennale di Venezia"

Representação Oficial Portuguesa na 13ª Exposição Internacional de Arquitetura 
La Biennale di Venezia
29 de agosto a 25 de novembro de 2012

Comissária: Arquiteta Inês Lobo

Local: Fondaco Marcello, Veneza, Itália

O Chiado foi o ponto de partida para "Lisbon Ground", comissariada pela Arquiteta Inês Lobo. A exposição reuniu uma embaixada de arquitetos que ajudou a transformar Lisboa, mostrando obras de Álvaro Siza Vieira, Eduardo Souto de Moura, Gonçalo Byrne, Carrilho da Graça e irmãos Aires Mateus.

O ponto de partida para as escolhas da comissária foi o incêndio no Chiado em agosto de 1988, numa zona da cidade posteriormente recuperada com um projeto de Siza Vieira. Entre as escolhas de Inês Lobo contam-se, além do trabalho de reconstrução do Chiado, o MUDE - Museu do Design, dos arquitetos Ricardo Carvalho e Joana Vilhena, o Museu dos Coches, coordenado pelo arquiteto brasileiro Paulo Mendes da Rocha, e o projeto do terminal de cruzeiros de Lisboa, de Carrilho da Graça.

Para além destes projetos arquitetónicos desenvolvidos em Lisboa, destacam-se ainda o estudo urbano para o Parque Mayer e Jardim Botânico, de Manuel e Francisco Aires Mateus, e a requalificação da Ribeira das Naus, dos arquitetos paisagistas João Gomes da Silva e João Nunes.

A participação portuguesa apresentou ainda um vídeo da realizadora Catarina Mourão, com depoimentos dos arquitetos convidados; uma série de fotografias de Duarte Belo, da cidade e dos ateliers selecionados e ainda textos do escritor italiano Antonio Tabucchi.

Informação sobre o projeto