A DOR DE TODAS AS RUAS VAZIAS, de Tiago Vieira, 6, 7 e 8 agosto, Lisboa [estreia]

Cruzamentos disciplinares
A DOR DE TODAS AS RUAS VAZIAS, de Tiago Vieira, 6, 7 e 8 agosto, Lisboa [estreia]

Alípio Padilha

Sinopse:
A DOR DE TODAS AS RUAS VAZIAS é o novo espetáculo de Tiago Vieira a partir da obra de Al Berto que celebra dez anos de um trabalho intenso de encenação.  A DOR DE TODAS AS RUAS VAZIAS é um elogio ao corpo marginal, à poesia e a sua relação íntima com o cinema, é um elogio à identidade e ao direito à margem, é uma travessia, uma peregrinação por lugares de abandono, é uma fantasmagoria, é um mapa de corpos, é uma complexa sinfonia urbana de desejo e espaços de solidão, é o filme de uma alucinação, vestígios de sonhos, corpos vagamundos. Al Berto como uma forma de resistir à desertificação dos seres e dos lugares, uma tentativa de regresso à infância impossível e ao crime de desejar reinventar o amor.

/
Ficha artísitica:
Direcção, cenografia, coreografia, texto, dramaturgia, figurinos: Tiago Vieira
Intérpretes: Tiago Vieira, Teresa Machado, Teresa Moreira, Sara de Castro, Joahn Volmar, Maria Lalande, Érica Rodrigues, Francisco Monteiro Lopes, David Medeiros, Bruno Santos (estagiário).
Produção executiva: Marta Moreira
Produção: Candonga 
Apoio à criação: Self-Mistake
Residência de co-produção: O Espaço do Tempo
Apoios: República Portuguesa – Cultura | Direção Geral das Artes; Latoaria; CPBC.
Agradecimentos: Teatro do Mar, Associação Matraca
 
/
Local, datas e horarios de apresentação:
LATOARIA, Escadas do Monte, nº9, Lisboa
6, 7 e 8 de agosto às 18h
Reservas: 937389915 / latoaria.do.monte@gmail.com

/
Link para site:
https://www.facebook.com/selfmistake