Exposição "Viagem ao Invisível", com curadoria de Maria Rita Pais e Luís Santiago Baptista, até 31 de agosto, no Teatro Thalia, Lisboa

Artes visuais
Exposição "Viagem ao Invisível", com curadoria de Maria Rita Pais e Luís Santiago Baptista, até 31 de agosto, no Teatro Thalia, Lisboa
Viagem ao Invisível

© Nuno Cera

"A viagem ao invisível é um percurso pelo que está fora do alcance, do que existe para lá da nossa vida quotidiana. É um itinerário por lugares que desconhecemos, ignoramos ou esquecemos. Lugares que, por diversas razões, existem na sombra, espaços que são inacessíveis ou inapreensíveis. Porém, estes lugares persistem na nossa cultura, estão inscritos, na memória colectiva. Existem, portanto, mas essencialmente sob a forma de registos, imagens e narrativas, sejam eles históricos ou contemporâneos, reais ou imaginários, artísticos ou documentais. A viagem ao invisível apresenta um conjunto de experiências e representações que participam, com curiosidade e espanto, no desafio de tornar visível o invisível."
 


ARTISTAS E INVESTIGADORES

Nuno Cera 
Tatiana Macedo
Ricardo Castro
Ricardo Jacinto
Daniel Malhão
Ângela Ferreira
Daniel Blaufuks
Pedro Bandeira
Spela Hudnick
Álvaro Domingues

Este projeto conta com o apoio de várias entidades locais e nacionais que participaram na investigação e apresentação dos casos de estudo propostos ao público:

Estaleiros Navais da Lisnave, Margueira, 1967
Casa Lino Gaspar (João Andresen), Caxias, 1955
Centro Comercial da Mouraria (Carlos Duarte, José Lamas), Lisboa, 1989
Mosteiro da Cartuxa Santa Maria Scala Coeli (Giovanni Casalli, Felipe Terzi), Évora, 1598
Pedreiras de Pardais, Vila Viçosa
Minas de São Domingos, Mértola, 1858
Aldeia da Luz (João Figueira e Associados), Mourão, 2002
8ª Bataria do Regimento de Artilharia de Costa, Arrábida, 1940
Quinta da Comenda (Raul Lino), Arrábida, 1908
Hotel das Arribas (Raul Tojal, Manuel Coutinho de Carvalho), Praia Grande, 1961
Bairro dos Arquitectos (Adelino Nunes, Raul Tojal, Keil do Amaral, Faria da Costa), Rodízio, 1943
Pavilhões do Hospital Termal (Rodrigo Maria Berquó), Caldas da Rainha, 1901
Panóptico do Hospital Miguel Bombarda (José Maria Nepomuceno), Lisboa, 1896
Panorâmico de Monsanto (Chaves da Costa), Lisboa, 1968
Teatro Thalia (Gonçalo Byrne, Barbas Lopes) Lisboa, 2012
 


LOCAIS, DATAS E HORÁRIOS

29 de julho a 31 de agosto de 2017
Inauguração: 29 de julho de 2017, às 18h00
Teatro Thalia, Lisboa
 


MAIS INFORMAÇÕES

https://www.facebook.com/pages/Teatro-Thalia/116341041826715