Audições para a Orquestra de Jovens da União Europeia > Temporada 2019-2020 > Inscrições Abertas

música
Audições para a Orquestra de Jovens da União Europeia > Temporada 2019-2020 > Inscrições Abertas
Oportunidade | Música

© Simon van Boxtel

Estão abertas entre 26 de julho e 14 de setembro as inscrições para as audições de ingresso na próxima temporada da Orquestra de Jovens da União Europeia. Os interessados deverão inscrever-se através do formulário disponível em https://goo.gl/forms/BAQD8crimqaZoH5G3.

A Direção-Geral das Artes organiza anualmente audições para admissão na Orquestra de Jovens da União Europeia. A Orquestra foi fundada no Reino Unido em 1976 com o objetivo de reunir jovens talentos da União Europeia. As audições para o seu ingresso realizam-se anualmente em cada um dos países, de forma a selecionar 140 jovens músicos. Aos candidatos selecionados, a Orquestra oferece a possibilidade de trabalhar com professores especialistas em instrumento, assim como a oportunidade de tocar em grandes salas de concertos em todo o mundo, com maestros e solistas de renome. Podem candidatar-se instrumentistas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba, percussão e harpa.

Este ano, as audições prévias realizam-se em outubro, no Porto e em Lisboa, e a audição final está prevista para 11 de novembro, no Porto.

/
Regulamento:

As provas para a participação na Orquestra de Jovens da União Europeia realizam-se anualmente em cada um dos 28 estados membros da União Europeia.
1. Todos os candidatos devem ter entre 16 e 26 anos, em 31 de dezembro de 2018.
2. Os candidatos devem ser nacionais de um dos 28 países membros da União Europeia: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estónia, Eslováquia, Eslovénia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Roménia e Suécia.
3. A decisão dos membros do júri da Orquestra de Jovens da União Europeia na escolha dos instrumentistas é irrevogável.
4. Todos os candidatos devem concorrer anualmente, mesmo aqueles que já tocaram na orquestra em anos anteriores. Os músicos que foram selecionados ou que ficaram na lista de Reserva e Escola de verão em 2017 e/ou 2016 têm que se inscrever também nas audições no período previsto para o efeito e podem prestar provas diretamente na audição final.
5. Os candidatos podem fazer audições em qualquer país da União Europeia, mesmo que não tenham a nacionalidade desse país. Para o efeito devem residir, estudar ou ter nascido no país em que pretendem realizar as audições.
6. A inscrição nas audições da Orquestra de Jovens da União Europeia é gratuita.

/
Notas técnicas:

Todos os candidatos devem executar uma peça de escolha livre e os excertos orquestrais obrigatórios para o respetivo instrumento (os excertos orquestrais estão disponíveis para descarregar em www.euyo.eu/apply/auditions/orchestral-extracts/
Os percussionistas devem apenas preparar os excertos orquestrais.
É conveniente, mas não obrigatório, que os candidatos de instrumentos de sopro (madeiras) preparem excertos orquestrais para um instrumento auxiliar. Os clarinetistas devem apenas preparar excertos para um instrumento auxiliar. Não é necessário preparar uma obra de livre escolha para o instrumento auxiliar.
Os excertos orquestrais devem ser cuidadosamente preparados pelos candidatos e é aconselhável a audição integral da obra de que o excerto faz parte. Na interpretação do excerto deve ser dada particular atenção ao andamento, ritmo, dinâmica e afinação.
Todos os candidatos devem trazer os respetivos instrumentos, com exceção dos instrumentos de percussão e harpa, que serão disponibilizados pela Direção-Geral das Artes.
A Direção-Geral das Artes disponibiliza ainda um pianista para acompanhar as provas dos candidatos que não disponham de pianista acompanhador. O pianista acompanhador deve ser solicitado na ficha de inscrição.

/
Admissão na Orquestra de Jovens da União Europeia:

Os membros da Orquestra de Jovens da União Europeia têm direito a aulas, viagens e estada (alimentação e alojamento) gratuitas.
Os candidatos que forem admitidos terão oportunidade de participar na digressão de verão da Orquestra que ocorre geralmente em agosto. Esta digressão é precedida de duas semanas de cursos e ensaios com reputados professores de orquestras e de conservatórios europeus.
Paralelamente à preparação para a digressão, o período de ensaios será igualmente preenchido com sessões de música de câmara, com atividades desportivas e outras atividades recreativas, que permitirão aos jovens músicos tirar o melhor partido do trabalho a desenvolver num ambiente multidisciplinar e multicultural. Os membros da orquestra poderão ainda integrar outras digressões da orquestra durante a Páscoa de 2018.

/
Notas importantes:

Todos os candidatos devem comparecer no local das provas pelo menos meia hora antes do início das mesmas já que a hora estipulada para a prova pode ser ligeiramente antecipada. Será ainda disponibilizada uma sala comum para que os candidatos possam estudar antes de efetuar a prova.
Os candidatos devem tocar uma obra de livre escolha e os excertos obrigatórios. Os excertos a utilizar nas provas são os que estão no sítio da Orquestra, no seguinte endereço: http://www.euyo.eu/apply/auditions/orchestral-extracts/. Todos os músicos devem confirmar se possuem os excertos corretos e deste ano, já que alguns excertos de anos anteriores são mais longos.

/
Calendário Audições:

2018
Audições prévias: Porto e Lisboa (outubro, em datas a definir)
Audição final: 11 de novembro de 2018, Porto

Em Portugal realizam-se duas fases de audições para a OJUE. A primeira fase inclui audições em Lisboa e no Porto, e os os músicos serão avaliados pelo seguinte júri: António Figueiredo, Dulce Brito, Paulo Barros e Vasco Pearce de Azevedo. Na segunda fase, os músicos selecionados na primeira fase prestam provas na audição final, perante um júri constituído por Dulce Brito, Vasco Pearce de Azevedo e o Professor Peter Stark, em representação da orquestra.

/
Calendário Digressões:

2019

Digressão de Primavera
24 de março a 7 de abril de 2019
Vasily Petrenko, maestro
Concertos em Itália, Áustria, Luxemburgo, Alemanha e Omáu

Digressão de Verão
Estágio em Grafenegg, Áustria e Bolzano (Itália) e concertos na Áustria, Itália, Alemanha e Reino Unido.

/
Contactos:
Dulce Brito | ojue@dgartes.pt
Direção-Geral das Artes | Direção de Serviços de Apoio às Artes
Campo Grande 83 - 1º 1700-088 Lisboa
T. (+351) 211 507 010 | (+351) 210 102 542
www.facebook.com/DGArtes