"a seam, a surface, a hinge, or a knot" inaugura a 11 de maio na 58.ª Exposição Internacional de Arte – La Biennale di Venezia

artes visuais
"a seam, a surface, a hinge, or a knot" inaugura a 11 de maio na 58.ª Exposição Internacional de Arte – La Biennale di Venezia
Arte Contemporânea | Veneza

A Representação Oficial Portuguesa na 58ª Exposição Internacional de Arte – La Biennale di Venezia vai pré-inaugurar no dia 8 de maio, no Palazzo Giustinian Lolin. Com curadoria de João Ribas, o Pavilhão de Portugal propõe o projeto "a seam, a surface, a hinge, or a knot", da artista Leonor Antunes. A inauguração ao público é no dia 11 de maio.

A proposta de João Ribas foi selecionada no âmbito de um concurso promovido pela Direção-Geral das Artes, numa modalidade inédita para definir a representação portuguesa na Exposição Internacional de Arte da Bienal de Veneza.

A artista Leonor Antunes irá criar um projeto especificamente para o piso nobre do Palazzo Giustinian Lolin, onde ficará instalada a Representação Oficial Portuguesa. Envolvendo a história da arte, da arquitetura e do design, Leonor Antunes reflete sobre as funções dos objetos do quotidiano, contemplando o seu potencial para se materializarem como esculturas abstratas. Após a apresentação da artista na exposição central da 57ª Bienal de Veneza em 2017, a seam, a surface, a hinge, or a knot reflete a pesquisa de Antunes sobre o trabalho de figuras relevantes no contexto da arquitetura de Veneza, como Carlo Scarpa, Franco Albini e Franca Helg e, mais recentemente, Savina Masieri e Egle Trincanato.

Leonor Antunes está interessada em explorar o modo como as tradições artesanais de várias culturas se cruzam nesta história, ligando, por exemplo, o conceito japonês de “Shakkei”, que denota o uso de uma paisagem de fundo no projeto de um jardim, com o trabalho de Scarpa e formas de artesanato originárias de Itália, Japão e Portugal. Alguns elementos da exposição são fabricados na Falegnameria Augusto Capovilla, uma das carpintarias venezianas ainda ativas e que trabalharam diretamente com Scarpa.

"a seam, a surface, a hinge, or a knot" será apresentado no Palazzo Giustinian Lolin, importante marco histórico da cidade de Veneza. Pertença da Fondazione Ugo e Olga Levi Onlus, e sede da sua academia e biblioteca musical desde os anos 1960, o edifício, situado à beira do Canal Grande e perto da Ponte dell’Accademia, remonta ao século XV e foi reformulado, cerca de 1630, por Baldassarre Longhena, tendo sido identificado como uma das primeiras obras independentes do reconhecido arquiteto veneziano.

A 58ª Exposição Internacional de Arte – La Biennale di Venezia tem como lema May You Live In Interesting Times e curadoria de Ralph Rugoff, diretor da Hayward Gallery de Londres. Na visão do curador, May You Live In Interesting Times tem «como objetivo dar as boas-vindas ao público para uma experiência expansiva de profundo envolvimento, assimilação e aprendizagem criativa que a arte nos proporciona», pois «talvez a arte possa oferecer orientações que nos ajudem a viver e pensar nesses “tempos interessantes”».

A 58ª Exposição Internacional de Arte – La Biennale di Venezia decorre entre 11 de maio e 24 de novembro de 2019.

/
Mais informações:
Site do Projeto
Facebook
Instagram