Ângela Ferreira apresenta "South Facing" até 30 de julho na Johannesburg Art Gallery, África do Sul

artes plásticas
Ângela Ferreira apresenta "South Facing" até 30 de julho na Johannesburg Art Gallery, África do Sul
Artes Plásticas | África do Sul

Johannesburg Art Gallery’s Meyer Pienaar Extension under construction, c. 1986 / © Johannesburg Art Gallery Archives

"South Facing", Ângela Ferreira, inaugurou na Johannesburg Art Gallery a 7 de maio de 2017, com curadoria de Amy Watson. A exposição inclui trabalhos recentes e trabalhos anteriores nunca expostos, bem como um novo trabalho da artista, em resposta às condições da extensão Meyer Pienaar.

"Construída em 1989, durante os anos finais do apartheid, a extensão propunha criar uma transição pública mais acessível entre o edifício original neoclássico da era colonial e o parque urbano adjacente. Problemas estruturais inerentes resultaram no fecho temporário da JAG em 2017, criando a oportunidade para reexaminar a relação entre uma instituição anteriormente vista como um símbolo de elitismo e o seu emergente contexto urbano, multicultural e pós-apartheid. No seguimento de uma obra de trabalho artístico crítico e arquitectonicamente responsivo, a nova obra chama a atenção para a história visual dos processos de construção da extensão, particularmente do controverso telhado abarrilado com abóbadas revestidas a cobre, que vem alargar as investigações de Ferreira sobre a história da exploração mineira da era colonial na África do Sul e na República Democrática do Congo ("Stone Free", 2012, e "Entrer dans la mine", 2013).

O trabalho de Ângela Ferreira reflete sobre o impacto continuado do colonialismo e do pós-colonialismo no presente, particularmente no que toca ao sul global. A sua principal área de investigação tem sido a tradução do modernismo no contexto colonial africano e os complexos legados arquitetónicos, estéticos e sociais do projeto modernista. As práticas de Ferreira retiram a criticalidade visual da sua identidade dupla, portuguesa e africana, e o corpo de trabalho resultante tem raízes na África do Sul, em Moçambique e em Portugal. A exposição em Joanesburgo vem ligar estes três espaços e dar ao público a oportunidade de se envolver nas práticas da artista, baseadas numa pesquisa multidisciplinar.

A exposição inclui, entre outros trabalhos, "Werdmuller Centre" (2010), que tem em conta o idealismo popular utópico do vocabulário modernista sul africano dos anos setenta; "Maison Tropicale" (footprints) (2007), que traça a história do projeto de alojamento do designer francês Jean Prouvé e investiga o modo como o modernismo europeu se adaptou, ou não, à realidade do continente africano; e "Sites and Services" (1991-1992), que referencia a oferta racializada de infraestruturas sob o apartheid."
Um catálogo, com textos de Jürgen Bock, Alda Costa e Rafael Mouzinho, Pamila Gupta, Noëleen Murray e Amy Watson, acompanha a exposição.

/
"South Facing" 
De Ângela Ferreira 
Curadoria de Amy Watson
07.05.2017 - 30.07.2017 
Johannesburg Art Gallery (JAG) 
Joubert Park 
Corner Klein and King George Streets 
2044 Joanesburgo 
África do Sul
Horário: 
De terça a domingo, das 10h00 às 17h00 
www.friendsofjag.org 
(+27) (0)11 725 3130

/
Sobre a Johannesburg Art Gallery
A Johannesburg Art Gallery (JAG) é um espaço museológico focado na preservação e acesso à herança artística sul africana, e no reconhecimento de artistas e práticas negligenciadas dentro desta herança, por meio de exposições, publicações e programas educativos. Com o generoso apoio de Friends of JAG, que angaria fundos para apoiar a programação, a Johannesburg Art Gal-lery mantêm uma das mais proeminentes colecções publicas sul africanas de arte africana e euro-peia dos séculos XIX, XX e XXI.

/
Mais informações:
Tara Weber 
taraw@joburg.org.za

/
Apoios:
Este projeto é apoiado pelo Ministério da Cultura/ Direção-Geral das Artes, University of the Witwatersrand / Wits Citys Institute, Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, Camões - Centro Cultural Português (Maputo), Fundação Calouste Gulbenkian, City of Joburg, Friends of JAG, Emile Stipp Collection, Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e Embaixada de Portugal na África do Sul. /
Imagem:

IMAGENS

(1) Johannesburg Art Gallery’s Meyer Pienaar Extension under construction, c. 1986.​​ © Johannesburg Art Gallery Archives (2) Ângela Ferreira, Adventures in Mozambique and the Portuguese Tendency To Forget (still), 2016. Video. ​© Ângela Ferreira. (3) Ângela Ferreira, Sites and Services, 1991–92. Photographic silver gelatin print. ​© Ângela Ferreira.

Johannesburg Art Gallery
Corner Klein and King George Streets 
Joubert Park, Johannesburg 
áfrica do Sul 

www.friendsofjag.org