Má-Criação em digressão no Brasil, Argentina e Chile, com o apoio da Direção-Geral das Artes

teatro
Má-Criação em digressão no Brasil, Argentina e Chile, com o apoio da Direção-Geral das Artes
Internacionalização
[ Sex, 28/07/2017 - 12:32 ]

A Má-Criação apresenta, até 5 de agosto, espetáculos, debates e workshops no Brasil, Argentina e Chile, com o apoio da Direção-Geral das Artes.

A Má-Criação tem vindo a apostar, desde 2008, em criações capazes de criar pontes entre artistas de diversos países, apresentando espetáculos com uma forte componente autoral e baseados "em processos de pesquisa intensos. Agora a Má-Criação atravessa o Oceano Atlântico com dois espetáculos e a sua equipa para uma digressão que passará pelo Brasil, Argentina e Chile". Esta digressão conta com o apoio da Direção-Geral das Artes.
 


OCUPAÇÃO MÁ-CRIAÇÃO

AS CIDADES INVISÍVEIS DE ALEX CASSAL

Por Má-Criação 

Três viajantes flutuam no meio do Mediterrâneo. Enquanto se deixam levar pelas correntes rumo a um destino que ainda não conhecem, relembram os nomes das 55 cidades descritas por Italo Calvino no seu livro "As Cidades Invisíveis". São cidades com nomes de mulheres, como se as cidades também fossem pessoas. Pessoas que são atraentes ou estranhas, velhas ou recém-nascidas, tranquilas ou furiosas. Pessoas que têm desejos, memórias, falas. No livro de Calvino, as cidades são protagonistas de histórias em que se confundem regiões reais e inventadas, ligadas por caminhos onde o trânsito é livre. Mas para os viajantes à deriva que fazem a cartografia imaginária de cidades improváveis que talvez nunca venham a conhecer, é preciso antes ultrapassar fronteiras – essas linhas que unem mas que também separam territórios, pessoas e culturas.

Dramaturgia e encenação: Alex Cassal 
Criadores e intérpretes: Alfredo Martins, Paula Diogo e Rafaela Jacinto 
Atrizes convidadas: Caroline Maria (FIT São José do Rio Preto) e Daniela Farfán (Matucana 100, Salvador)
Pesquisa: Joana Frazão 
Iluminação: Daniel Worm 
Fotografia: Luís Martins 
Coprodução: Má-Criação, Teatro Maria Matos e Cine-Teatro Louletano

LOCAIS, DATAS E HORÁRIOS

14 e 15 de julho de 2017
FIT Rio Preto, São Paulo, Brasil

20 e 21 de julho de 2017
Teatro Matucana 100, Santiago, Chile

28 e 29 de julho de 2017 
Teatro Auditorium Mar del Plata, Argentina

3 e 5 de agosto de 2017 
Teatro Icba/Goethe Istitut, Salvador, Brasil
 


L-O-V-E DE PAULA DIOGO

Por Má-Criação 

Em Fragmentos de um Discurso Amoroso, Roland Barthes isola oitenta figuras. Oitenta estruturas de linguagem que integram o discurso amoroso. Na~o se trata de palavras isoladas, mas rajadas abruptas de linguagem que assaltam o apaixonado. É o discurso amoroso em ação ou, nas palavras de Barthes, "é o apaixonado no trabalho".

L-O-V-E parte deste mapa-labirinto para arriscar uma configuração do discurso amoroso. Ou várias possíveis configurações que sucessivamente se destroem umas às outras. Tentativas e erros até à eventual destruição do discurso ou à latência no corpo. Ou ao silêncio. Como na história dos amores.

L-O-V-E tenta. Como Barthes, tenta fixar o esforçar do apaixonado na tentativa - inglória? – de fazer sentido. Ginástica discursiva.

Projeto: Paula Diogo 
Cocriação: Alfredo Martins
Interpretação: Paula Diogo 
Espaço cénico: Fernando Ribeiro 
Desenho de luz: Daniel Worm 
Música: Gui Garrido
Apoio à dramaturgia: Linda Dalisi 
Fotografia: Luís Martins 
Produção: Má-Criação 

LOCAIS, DATAS E HORÁRIOS

22 e 23 de julho de 2017
Teatro Matucana 100, Santiago / Chile

28 e 29 de julho de 2017 
Teatro Auditorium Mar del Plata / Argentina

3 e 5 de agosto de 2017 
Teatro Icba/Goethe Istitut, Salvador / Brasil
 


Digressão com coprodução VAIVEM e Dimenti  / Apoios: República Portuguesa - Cultura / Direção-Geral das Artes (apoio à internacionalização); Fundação GDA (apoio à circulação); Fundação Calouste Gulbenkian. Embaixada de Portugal e Instituto Camões (apoio à internacionalização).

MAIS INFORMAÇÕES

www.facebook.com/events/321503351625049/