Categoria

artes plásticas

Projeto expositivo "Andando em torno do Sol. Máquinas, aranhas e corsários" estreia em Atenas, Grécia, com curadoria de Eduarda Neves.

A 58.ª Exposição Internacional de Arte – “La Biennale di Venezia” inaugurou ao público no passado mês de maio com o projeto "a seam, a surface, a hinge, or a knot", da artista Leonor Antunes, com curadoria de João Ribas.
Um mês após a sua inauguração, o Pavilhão de Portugal, que está instalado no Palazzo Giustinian Lolin, sede da Fundação Ugo e Olga Levi, já recebeu mais de 7.200 visitantes.

Coorganizada pela Feira de Madrid (IFEMA) e pela Câmara Municipal de Lisboa, a ARCOlisboa - Feira Internacional de Arte Contemporânea de Lisboa apresentará, de 16 a 19 de maio, na Fábrica Nacional da Cordoaria, galerias de 17 países, contando com a presença de 24 galerias portuguesas. Espanha, Brasil, Reino Unido, Alemanha, Áustria, Roménia, Itália, Polónia e França, são alguns dos países participantes. A feira organiza-se em três áreas: o "Programa Geral", com 52 galerias, "Opening", com nove, e "Projetos", também com nove. 

"a seam, a surface, a hinge, or a knot", de Leonor Antunes, abriu ao público no dia 11 de maio, no Palazzo Giustinian Lolin. Com curadoria de João Ribas e comissariado a cargo da Direção-Geral das Artes, a exposição vai estar patente até 24 de novembro. 

Partindo da temática da migração, a exposição "Territórios Imaginados" leva ao Museo del Crudo (Sardenha, Itália), de 4 de maio a 30 de junho, 16 obras da Coleção da Fundação Bienal de Arte de Cerveira, com o apoio da Direção-Geral das Artes. Os artistas representados são Ana Maria, Ana Pimentel, António Barros, Bartolomeu Cid dos Santos, Carlos Casteleira, Francisco Tropa, Hélia Aluai, Henrique Neves & Michael Langan, Isaque Pinheiro, Inês Norton, Lauren Maganete, Mário Ambrózio, Martinho Costa, Os Espacialistas e Samuel Rama.

Decorre até 30 de abril de 2019 o prazo para apresentação de candidaturas à 1ª edição de REAKTOR, que inclui residências artísticas e exposição. 

A Representação Oficial Portuguesa na 58ª Exposição Internacional de Arte – La Biennale di Venezia vai pré-inaugurar no dia 8 de maio, no Palazzo Giustinian Lolin. Com curadoria de João Ribas, o Pavilhão de Portugal propõe o projeto "a seam, a surface, a hinge, or a knot", da artista Leonor Antunes. A inauguração ao público é no dia 11 de maio.

A proposta de João Ribas foi selecionada no âmbito de um concurso promovido pela Direção-Geral das Artes, numa modalidade inédita para definir a representação portuguesa na Exposição Internacional de Arte da Bienal de Veneza.

A Representação Oficial Portuguesa na 58ª Exposição Internacional de Arte – La Biennale di Venezia apresenta “a seam, a surface, a hinge, or a knot”, projeto desenvolvido pela artista plástica Leonor Antunes para o piso nobre do Palazzo Giustinian Lolin, onde ficará instalado o Pavilhão de Portugal.
Leonor Antunes irá apresentar um projeto no qual, envolvendo história de arte, arquitetura e design, reflete sobre as funções dos objetos do quotidiano, contemplando o seu potencial para se materializarem como esculturas abstratas.

A Maumaus promove a Conferência "Problematizar a realidade - encontros entre arte, cinema e filosofia / Programa 5", hoje, no Auditório do Goethe-Institut, Lisboa. A entrada é livre, sujeita à lotação da sala.

Decorre até 8 de março de 2019 o prazo para apresentação de propostas à 24.ª Bienal de Humor e Sátira em Arte de Gabrovo, Bulgária. Os interessados são convidados a contribuir com ideias e propostas ousadas, provocantes e não convencionais sobre o conceito de esfera e espaço públicos. 

Páginas