Tags

formação

"Para quem quer conhecer por dentro, experimentando-os o Teatro, a Dança, ou o Cinema e a Televisão (...) ou para quem é já ator, bailarino ou músico", são vários os cursos disponíveis no Teatro Gil Vicente, até 28 de setembro, destinados a jovens, público em geral, atores e estudantes de artes performativas.

O "Atelier Gatafunhos", destinado a famílias com crianças dos 7 aos 12 anos, pretende, através de atividades plásticas, incentivar a criatividade, a exploração e a experimentação de técnicas artísticas, tendo como mote o tema da exposição de Amândio de Sousa "Uma escultura na cidade e outros ensaios", com curadoria de Isabel Santa Clara, patente na Porta 33 até 2 de junho.

/
Contactos:
Rua do Quebra Costas, 33
9000-034-Funchal, Ilha da Madeira
T. +351 291 743 038
E. porta33@porta33.com

O Estado Novo usou o cinema para impor, interna e externamente, a imagem de um país pluricontinental e multirracial. Muitas ideias propagadas nunca foram questionadas após o restabelecimento da democracia e após as independências dos países de língua portuguesa. Este curso livre discutirá como é que a propaganda – e a censura - do Estado Novo determinou as representações relativas aos países de língua portuguesa. Debaterá ainda as evidências da (im)possibilidade de um outro olhar sobre as ex-colónias portuguesas em obras de autor do Cinema Novo que foram censuradas e proibidas.

"De malas e bagagens – uma viagem pelas memórias de cenografias e roupagens várias".

Balleteatrinho é um atelier onde os participantes são convidados a experimentar o movimento e a interpretação de uma narrativa, uma história. É um atelier de sensibilização e introdução ao mundo da dança e do teatro especialmente concebido para os mais novos.
Destinatários dos 4 aos 8 anos.
Texto e Ilustração Leo Lionni.

/
Locais, datas e horários:
Coliseu do Porto
24 fevereiro | 16h - 18h

Companhia Paulo Ribeiro e o Teatro Viriato promovem pela primeira vez o Summer Lab, um programa intensivo de formação em dança. Durante uma semana, formadores de renome nacional e internacional irão proporcionar o acesso a diversas linguagens artisticas, métodos criativos, estilos e práticas do corpo, variando entre as técnicas de dança clássica e contemporânea, improvisação, laboratório coreográfico, assim como composição segundo o método do reconhecido coreógrafo Wayne MacGregor.

Para este Carnaval, o Serviço Educativo do Balleteatro apresenta um programa de Oficinas dirigido a crianças dos 6 ao 12 anos onde a dança, o teatro, o canto e a música, as artes plásticas e as histórias terão lugar.

A ilustradora Ana Biscaia está de volta aos Sábados para a Infância
“Tigres de Fato de Banho” é uma oficina para meninas e meninos a partir dos 4 anos e promete encher uma parede de desenhos no Teatro da Cerca de São Bernardo:
Como é que se nada dentro de uma parede? Cobre-se uma parede com uma piscina de Matisse.
Misturamos um bocadinho de Munari, Basquiat e temos um mundo novo na mão. Existirão garoupas, peixes galo, meninas, tigres de fato de banho?

Um mês dedicado a todos os professores, que sabem que impera uma necessidade na renovação de estratégias e alargamento de alguns modelos. Para haver mudança temos que consciencializar a necessidade de transformação nos hábitos de construção de conhecimento.
Fugindo da mera memorização e reprodução dos saberes transmitidos à afirmação do emocional sobre alguns hábitos e atitudes de uma forma holística, de forma a enfrentar novos cenários em oposição aos modelos absoletos e ineficazes.

Este Curso tem como objectivo geral profissionalizar agentes culturais através da aquisição das seguintes competências: planear e delinear estratégias de gestão; produção; programação e financiamento no âmbito das Artes do Espetáculo.
O Forum Dança avança no mundo das artes e dos espectáculos com uma estrutura em comunicação e sinergias com o que se faz aqui e agora no panorama artístico nacional e internacional. O Curso de Gestão/ Produção das Artes do Espetáculo constitui-se, por esta razão, num panorama de acção teoria/prática actualizada com as estruturas culturais vigentes.

Páginas