Categoria

A Direção-Geral das Artes comunicou hoje aos candidatos o projeto de decisão do concurso de Apoio a Projetos de Programação, aberto em 2021. Serão apoiadas 82 candidaturas, o que corresponde a um aumento de 122% em relação a 2020, ano em que foram apoiados 37 projetos neste domínio de atividade artística.

Estão abertas, até 28 de janeiro de 2022, as candidaturas para o concurso do Apoio em Parceria Arte e Envelhecimento Ativo, que resulta de um acordo de parceria recentemente celebrado entre a Direção-Geral das Artes (DGARTES) e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML). 

Com uma dotação financeira de 350.000 € (trezentos e cinquenta mil euros), este concurso pretende contribuir, através das artes, para a saúde, bem-estar e qualidade de vida da população idosa.

Está aberta, até ao dia 28 de janeiro de 2022, a fase de submissão de candidaturas ao Programa de Apoio a Projetos - Procedimento Simplificado, nos domínios da investigação, formação e ações estratégicas de mediação.

Com um montante financeiro global de 480 mil euros, este programa destina-se a apoiar projetos nas áreas de artes visuais (arquitetura, artes plásticas, design, fotografia e novos media), artes performativas (circo, dança, música, ópera e teatro), artes de rua e cruzamento disciplinar.

Na edição de 2021 do Apoio a Projetos - Internacionalização serão financiados, de acordo com o projeto de decisão, 71 projetos artísticos, mais 10 do que em 2020. A dotação financeira para a Internacionalização ascende a 720.000 €, o que corresponde a um aumento de 28% em relação a 2020.

Relativamente às áreas artísticas mais representadas, destacam-se os projetos na área da Música (25), do Teatro (17), das Artes Plásticas (11), do Cruzamento Disciplinar (7) e da Dança (5).

O Estado apoia anualmente — através da DGARTES e Direções Regionais de Cultura — as bandas de música, filarmónicas, escolas de música, tunas, fanfarras, ranchos folclóricos e outras agremiações culturais que se dediquem à atividade musical, constituídas em pessoas coletivas de direito privado sem fins lucrativos. 

Propostas artísticas que promovam a diversidade e a cidadania ativa podem candidatar-se, até 16 de novembro, ao Programa de Apoio em Parceria - Interculturalidade, a nova linha de financiamento da Direção-Geral das Artes (DGARTES) que resulta de um protocolo com o Alto Comissariado para as Migrações (ACM). 

Projetos artísticos que promovam uma cidadania ambiental inclusiva podem candidatar-se até 5 de novembro ao Programa de Apoio em Parceria - Arte e Ambiente.

Com uma dotação financeira de 350.000 € (trezentos e cinquenta mil euros), este Programa tem como principal objetivo apoiar a implementação de projetos que fomentem a sustentabilidade ambiental, contribuindo, através das artes, para uma transição climática justa e equitativa.

Os nove projetos apoiados pelo Concurso Connecting Dots — Mobilidade Artística e Desenvolvimento de Públicos [Programa Cultura | Eixo das Artes], financiado pelo Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu EEA Grants 2014-2021, são apresentados pelas entidades artísticas apoiadas, no dia 22 de outubro, no Museu Nacional do Teatro e da Dança (MNTD), em Lisboa, numa sessão pública transmitida em live streaming.

Já são conhecidos os resultados finais do Programa de Apoio em Parceria – Arquivos de Dança, Teatro e Cruzamento Disciplinar que tem como principal objetivo criar estímulos ao tratamento e conservação dos arquivos nestas áreas artísticas.

A Direção-Geral das Artes (DGARTES) comunicou hoje às entidades candidatas os resultados provisórios do Programa de Apoio em Parceria – Arquivos de Dança, Teatro e Cruzamento Disciplinar, que tem como principal objetivo criar estímulos ao tratamento e conservação dos arquivos nestas áreas artísticas.

Páginas